Fragmentos de óleo são avistados em praia de Conceição da Barra

Foram coletados pequenos fragmentos de óleo na Praia do Surf, Sede de Conceição da Barra. A Marinha do Brasil foi notificada através do Gabinete de Gestão de Crise, recolheu os resíduos e os encaminhou para análise. Ao todo, foram coletados 600 gramas da substância que tem características semelhantes à que foi encontrada nos estados nordestinos. 


A ação das autoridades foi uma resposta rápida às notícias divulgadas nas redes sociais sobre a presença de óleo, supostamente vindo do nordeste, no litoral de Conceição da Barra. Tão logo teve conhecimento das informações, o Gabinete de Gestão de Crise adotou providências de enviar ao local equipe treinada para realizar limpeza das praias. 


Cumprindo o Plano de Ação Emergencial para Contingência de Resíduos Derivados de Petróleo, o registro da substância no município deu início à operação do Plano de Acionamento das Equipes de servidores públicos devidamente treinados e munidos com equipamentos de proteção individual para realizar a limpeza das praias. "Nosso planejamento está dando certo, as estratégias, ações e metodologia de trabalho adotados pelo Gabinete de Gestão de Crise vem funcionando conforme planejado sendo possível uma resposta rápida de contingência”, informou o Secretário Municipal de Meio ambiente, André Tebaldi. “Em menos de 30 minutos nossa equipe já se encontrava realizando limpeza e monitorando as praias de Conceição da Barra”, completou.


As praias tiveram que ficar temporariamente interditadas, sendo liberadas em seguida. “A interdição foi apenas pelo período necessário para realizar limpeza, evitando-se assim aglomeração de curiosos sem equipamentos de proteção individual”, esclareceu Tebaldi.


As pessoas que registrarem a presença da substância não devem tocá-la sem a devida proteção. O resíduo é tóxico e pode provocar ardência na pele, dor de cabeça, náusea, dificuldades na respiração e outros sintomas. Qualquer informação sobre a constatação de óleo nas praias do município devem ser imediatamente repassadas à Marinha do Brasil, pelo telefone 185.

Data de Publicação: terça-feira, 12 de novembro de 2019

Contatos:

Telefone: (27) 3227-3077 | (27) 9 9842-8048
E-mail: amunes@amunes.org.br